Mais dicas para você fazer uma viagem para neve de forma sustentável

sustentabilidade

No ano passado, o Brasil na Neve trouxe algumas dicas para você conseguir reduzir o impacto ecológico em sua viagem para a prática de esportes na neve, e estamos empenhados em fazer a nossa parte em prol de um ambiente saudável para as próximas gerações.

Assim como todas as outras atividades, praticar esportes na neve gera impacto no ambiente, e portanto, cabe aos praticantes e a indústria dos esportes e turismo de neve, liderar o movimento para minimizar esse impacto. Para se ter uma ideia, de acordo com o livro “Live Sustainably Now”, um dia de esqui pode equivaler a cerca de 18 kg de CO2 (cerca de 18 kg), dependendo de alguns fatores, isso sem contar o gasto dos voos de ida e volta.

Para celebrar o Dia da Terra deste ano, estamos trazendo mais notícias e dicas de  sustentabilidade na neve. Confira a seguir mais dicas para você fazer uma viagem para neve de forma sustentável:

Se você viaja várias vezes, tente viajar por mais tempo

A maior parte da pegada de carbono produzida na prática do ski e do snowboard, em especial para brasileiros, vem da viagem até o resort de neve. Por exemplo, um voo para os Alpes é o equivalente a deixar uma televisão no modo standby por 22 anos (dependendo da distância do trajeto).

Assim, se você viaja muitas vezes para a neve, tente reduzir a quantidade de viagens e aumente seu tempo de estadia em cada uma delas. Dessa forma você diminuirá consideravelmente seu impacto no ambiente para aproveitar as montanhas.

Escolha destinos que fazem sua parte pela sustentabilidade

A preservação do ambiente tem que ser uma preocupação de todos os envolvidos, incluindo as empresas que operam na indústria do ski e snowboard. Uma pesquisa prévia dos seus destinos pode te ajudar a fazer sua viagem se tornar mais sustentável, por escolher uma região que trabalhe ativamente pela preservação do meio ambiente.

Muitos resorts de neve decidiram se comprometer a reduzir emissão de poluentes, gases de efeito estufa, e o seu impacto negativo no meio ambiente. Outros já utilizam, por exemplo, energia renovável em todas suas operações.

Para ajudar na pesquisa, já existem estudos e certificações estruturadas na área, como o Green Globe Certification, que leva em consideração diversos fatores de sustentabilidade para certificar atrações e organizações turísticas pelo mundo. Os membros certificados são listados no site oficial da Green Globe.

Mantenha-se nas imediações do seu destino

Pode parecer tentador visitar locais inexplorados próximos às montanhas do seu destino, mas isso também pode acabar gerando um impacto negativo naquele ecossistema.

As montanhas são o lar de muitos animais silvestres que buscam sobreviver nas duras condições do inverno. Não perturbá-los é a melhor opção para não interferir com suas vidas.

Sempre busque saber com os funcionários e comunicado local de destino se existem protocolos para serem seguidos caso haja vida selvagem próxima às montanhas que visita.

Escolha atividades que impactem menos o meio ambiente

Como mostramos, os meios de transporte que utilizam combustíveis fosseis são um dos maiores contribuintes negativos para o ambiente em uma viagem de neve.

Que tal trocar o heliski por uma escalada? Você pode chegar a locais pouco explorados e aproveitar a escalada para avistar a beleza do local de forma lenta e mais significativa.

Se você gostou dessas dicas, confira mais:

X