Heliskiing: como funciona esse esporte da neve?

Créditos: Pexels

A modalidade é uma das mais perigosas e caras, mas também é uma das experiências mais incríveis

“O Heliskiing e o helli snowboarding é o supra sumo do esporte. É caro mas deslizar faces virgens das montanhas é uma sensação única”, é como define Leonardo Oliveira, praticante de esqui desde os anos 80 e de snowboard desde os anos 95.

Cada vez mais popular entre os praticantes de esportes de neve, o Heliskiing é uma modalidade que utiliza helicópteros para acessar áreas remotas e pistas de neve virgens, novas. 

Considerado extremo, que pode ser feito tanto com esqui ou com snowboard. É indicado para atletas de níveis mais avançados. Isso acontece porque a inclinação das montanhas são maiores, portanto eleva a dificuldade da prática.

De acordo com Leonardo, “você tem que ter total controle em cima do esqui ou da prancha de snow, pois qualquer erro pode ser fatal. E o helicóptero não tem como pousar para um suposto resgate, porque a neve é powder (virgem, fofo, que ninguém passou por cima ainda). Então, se você parar ou cair, pode ficar atolado, além de gastar muita energia para se desatolar, pode também acabar congelando”.

É perigoso?

Nas regiões em que o heliskiing é praticado, os riscos são maiores principalmente devido a avalanches e obstáculos naturais, como pedras e crevasses, que são rachaduras profundas no gelo. 

Por isso também que há além de dar uma preparação que antecede o voo, aulas teóricas de sobrevivência num suposto acidente, noções básicas de um helicóptero e até brieffing de como procurar e salvar um acidentado numa avalanche. 

Os equipamentos de segurança também são essenciais. São: uma mochila em que dentro vão uma pá, um bastão para ajudar na localização de um atleta coberto por um acidente de avalanche, água e algum alimento. No corpo, vai preso um cinto para ser içado num suposto resgate e um aparelho de localização e procura que se chama “bip”

Onde praticar?

  • Alasca – Cordilheira Chugach
  • Alasca – Tordrillo
  • Canadá – Bella Coola
  • Canadá  – Revelstoke
  • Canadá  – Mica
  • Canadá  – Bell 2 Lodge
  • Islândia – Troll Peninsula
  • Suiça – Zermatt
  • Japão – Hokkaido
  • Nova Zelândia – Southern Alps
  • Índia – Himachal Pradesh
  • Rússia – Kamchatka

Existem várias companhias que oferecem hospedagens nesses lugares. Inclusive, algumas estações de esqui oferecem o serviço. Para onde não há estações de esqui por perto, os helicópteros acabam sendo próprios e saem direto do hotel para as montanhas ou ranchos. 

Também é importante dizer que o custo é alto (em geral, mais do que o dobro do que se gasta com a prática de esqui e snow comuns. 

E apesar de extremo, existem os eventos “King of de mountain” na Europa, uma espécie de campeonato em que cada atleta desce a face da montanha escolhida, desenvolvendo manobras e linhas onde os juízes julgam o melhor. 

 

X